Sociedade

Por Que os Homens Mandam as Mulheres Sorrirem?

Semana passada, assistindo “The Good Place” na Netflix com o Ricardo, me deparei com repetidas cenas que ridicularizavam o péssimo hábito que os homens têm de dizer às mulheres para sorrirem mais. Eu ri alto em todas as vezes que a piada apareceu, provavelmente porque aquilo tocava em um lugar familiar para mim. Passados alguns dias, o Ricardo veio me perguntar afinal o que era essa coisa que os homens faziam e o porquê desta referência aparecer em tantos lugares.

Para mim esta é a verdadeira beleza de estar casada: ter coisas tão banais para você sempre postas em perspectiva. Como eu poderia explicar isso? Era tão óbvio para mim.

feminista

Eu expliquei que “você tem um sorriso bonito, devia sorrir mais” é uma coisa que ouvimos com frequência e normalmente em situações muito inadequadas. Ele disse que agora deveria ficar atento sempre que elogiasse o sorriso de uma mulher. Respondi dizendo que não, ele não deveria deixar de elogiar o sorriso de ninguém porque elogios são coisas boas. “Que sorriso bonito você tem”, ponto, é uma constatação positiva sobre uma pessoa ou alguma coisa nela. Bem diferente de “Você deveria sorrir mais” já que “você deveria” é uma sugestão de ação, um comando, uma ordem. É alguém te dizendo o que fazer. E sim, talvez você deva pensar bem antes de mandar alguém fazer alguma coisa com o próprio rosto – especialmente alguém que você mal conhece.

Além disso, existe o contexto. As situações em que nos mandam mostrar os dentes normalmente acontecem em ambientes profissionais, acadêmicos ou qualquer situação cotidiana que pouco combina com um sorriso. Entrevistas de emprego, reuniões no escritório, palestras, salas de aula, filas de mercado, transporte público. Um caso clássico são ambientes onde ele é o cliente e ela a funcionária: como se o sorriso fizesse parte do serviço prestado. Um artifício de poder bem comum para desvalorizar ou minimizar uma mulher em um lugar onde nada cabe falar de atributos físicos ou simpatia. Dizer à recepcionista do seu hotel ou à empregada de mesa que ela devia sorrir mais não é galanteio, é sugerir que te agradar deveria fazer parte do trabalho dela.

empoderada

“Você devia sorrir mais” aparece frequentemente na mesma boca do colega de trabalho ou subordinado que diz “Você é mandona” (bossy), sempre que uma mulher delega tarefas, ou “você está naqueles dias” quando o stress do trabalho parece demais. Outro cenário é quando a frase surge da maneira mais aleatória possível, vinda de um estranho na rua. Não sei você, mas até hoje, eu simplesmente não me lembro de alguma vez ter pedido a opinião de um completo desconhecido sobre o que fazer com o meu rosto.

Por que homens não mandam outros homens sorrirem? Sem dúvidas é a pergunta que melhor pode responder onde mora o comportamento machista dessa frase. Homens simplesmente não dizem uns aos outros para saírem sorrindo mais por aí. Inclusive homens raramente são vistos em posições sorridentes em anúncios, capas de revistas ou fotos oficiais. Durante as últimas eleições presidenciais nos EUA, Hillary Clinton sofreu muitas críticas sobre não sorrir o suficiente, enquanto seu oponente, Donald Trump, pôde continuar sendo a pessoa mais carrancuda da história sem ter que ouvir o mesmo. Situações como essa nos lembram que a sociedade naturalizou o homem sério de negócios, firme e poderoso, mas não faz o mesmo com as mulheres.

De maneira geral, parece impensável uma cena na qual um homem se sinta no direito de comentar sobre qualquer aspecto na aparência de outro. Se existe um julgamento sobre o que eles vestem, sobre seus corpos, cabelos, como se sentam ou caminham certamente fica guardado em pensamentos. Como manda a boa educação. Mas por que essa educação não se estende ao convívio com mulheres? Eu diria que toda a sensação de impunidade do assédio físico acompanha o assédio verbal e sua raiz está na maneira como homens se sentem donos de nossos corpos.

No futuro, quem sabe possamos substituir o “você deveria sorrir mais” por uma boa dose de noção de que nenhuma mulher te deve simpatia, nem mesmo quando ao prestar um serviço; uma colherada de respeito às mulheres em situações de seriedade e firmeza e, sobretudo, uma pitada de empatia por quem pode não estar em dia muito bom para sorrisos.

___________________________________

Todas as imagens presentes nesse texto são da artista @federicaponzdeleon .

Flavia Doria é jornalista e fundadora do aletraeffe.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

error: Conteúdo protegido :)